menu
Notícias

Rondinha - Município avança com o Programa de Recuperação de Solo através de Dejetos Líquidos de Animais



Data de publicação: 17 de novembro de 2023
Hora: 08:05h
Créditos: Assessoria de Imprensa
Fonte: Prefeitura Municipal de Rondinha



No intuito de promover a preservação do meio ambiente e impulsionar a agricultura local, o município de Rondinha instituiu, através da Lei Municipal N° 3.227, de 12 de agosto de 2021, o Programa Municipal de Recuperação de Solo, através de dejetos líquidos de animais. A visa criar uma sinergia entre a produção agropecuária e a conservação ambiental.
 
De acordo com o Técnico Agrícola da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Eduardo Zorzi, estão aptos a participar do programa os produtores rurais que possuem em suas propriedades atividades de criação de animais devidamente licenciadas, com excedente de dejetos líquidos. E também produtores rurais, independentemente da presença de animais em suas propriedades, que tenham interesse em receber dejetos líquidos para aplicação e recuperação de solo. É necessário atender aos critérios legais e estar regularmente licenciado.
 
O programa propõe a fertilização do solo para fins agrários, utilizando a aspersão e distribuição de dejetos de animais devidamente estabilizados. A prática tem como objetivo melhorar a qualidade do solo, aumentar a fertilidade e, consequentemente, impulsionar a produtividade agrícola.
 
Dudo ainda sublinha que em pouco mais de 2 anos de programa, foram beneficiados 140 produtores, totalizando 54.016.000,00 Litros de dejetos transportados. “Administração Municipal através da Secretaria de Agricultura e Meio ambiente tem feito o transporte de uma propriedade para outra de forma gratuita, contribuindo com o meio ambiente e adubação de pastagens e outras culturas”, salientou Dudo.
 
O Prefeito Aldomir Cantoni destaca a importância de encontrar soluções inovadoras para a gestão de resíduos agropecuários. "O Programa Municipal de Recuperação de Solo é uma abordagem sustentável que beneficia tanto os produtores quanto o meio ambiente. Ao transformar os dejetos em recursos valiosos para a agricultura, estamos promovendo uma prática que harmoniza o desenvolvimento econômico com a preservação dos recursos naturais", afirmou Cantoni.






O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.