menu
Notícias / Estado

Chuva e tempestades começam em novo episódio de forte instabilidade

Frente fria traz chuva e temporais que vão se estender aos três estados do Sul do Brasil entre hoje e amanhã com altos volumes de precipitação

Data de publicação: 11 de outubro de 2023
Hora: 09:00h
Fonte: MetSul Meteorologia



Um novo episódio de forte instabilidade com chuva localmente volumosa e temporais isolados tem início na manhã desta quarta-feira pelo Rio Grande do Sul e vai atingir os três estados do Sul do Brasil até amanhã. A chuva, que terá altos volumes em parte da região, preocupa pelos rios ainda altos e enchentes em diversas cidades, especialmente em Santa Catarina.

Nuvens carregadas começaram a se formar ainda no final da madrugada desta quarta nas províncias argentinas de Misiones e Corrientes. A nebulosidade cresceu ainda mais com grande desenvolvimento vertical e começou a ingressar no Rio Grande do Sul pela Fronteira Oeste e o Noroeste do estado.

No começo da manhã desta quarta, as nuvens carregadas aumentavam rapidamente no Rio Grande do Sul e já cobriam grande parte do Noroeste do estado, onde provocavam chuva e muitos raios. Chovia forte, por exemplo, em pontos da região do município de Santo Ângelo.

O sol aparecia no começo da manhã ainda em diversas cidades do Sul e do Leste do Rio Grande do Sul, mas a nebulosidade aumenta muito no decorrer da manhã com o avanço das áreas de instabilidade a partir do Oeste. A chuva toma conta do estado e atinge todas as regiões ao longo do dia, e será moderada a forte em vários locais do Centro para o Norte gaúcho.

Porto Alegre já pode ter chuva no final da manhã, mas a instabilidade é mais provável na capital da tarde para a noite de hoje, quando não se descarta chuva por vezes moderada a forte na área metropolitana da capital com algumas trovoadas.

A imagem de satélite das 8h da manhã desta quarta do GOES-16 mostrava a mudança do tempo em curso no Rio Grande do Sul com muitas nuvens avançando pelo estado e nebulosidade de grande desenvolvimento vertical, capaz de gerar chuva forte, atuando no Noroeste gaúcho.

A MetSul Meteorologia reforça o alerta que será um novo episódio de chuva volumosa no Rio Grande do Sul e Santa Catarina entre hoje e amanhã com acumulados de precipitação em algumas localidades que podem ser equivalentes à média do mês inteiro.

Será o terceiro episódio de chuva com altos volumes neste mês até agora no Sul do Brasil e consequência de uma frente fria. A instabilidade tende a ser mais intensa do Centro para o Norte gaúcho, especialmente da tarde para a noite. A chuva por vezes pode ser moderada a forte com pancadas isoladamente torrenciais de duração curta.

São esperadas trovoadas na Metade Norte com maior incidência de raios no Noroeste gaúcho. Não é situação de alto risco de tempo severo, mas a frente fria pode trazer temporais isolados. O maior risco é granizo, apesar da possibilidade de vendavais localizados. A região com maior potencial de temporais será o Noroeste gaúcho.

Os volumes de chuva devem ser baixos na Metade Sul, já que a máxima atividade frontal deve se concentrar na Metade Norte, onde os acumulados na soma de hoje e amanhã devem ficar acima de 50 mm em muitas cidades com marcas até de 100 mm ou mais em alguns pontos, o que se espera também em diversas áreas de Santa Catarina. É o que mostra a projeção de chuva do modelo Icon atualizada no começo desta quarta.

A chuva poderá fazer com que rios que vinham baixando voltem a subir e ainda poderá causar alagamentos em algumas cidades. Com o solo saturado pelas recentes precipitações, o novo episódio de chuva pode levar a deslizamentos de terra e quedas de barreiras.

Preocupa, principalmente, a situação em Santa Catarina. O estado registra 136 municípios com ocorrências em virtude das chuvas fortes desde a última semana. O número de cidades em situação de emergência se manteve em 89. Os dados estão no relatório da Defesa Civil atualizado às 18h de ontem.







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.