menu
Notícias / Polícia

Polícia conclui que homem puxou socorrista durante resgate no RS; ele foi indiciado por suspeita de homicídio doloso

Homem ameaçava se atirar de paredão, quando técnica de enfermagem tentou resgatá-lo. Polícia concluiu que ele puxou a socorrista, que acabou caindo e sofrendo traumatismo craniano.

Data de publicação: 4 de setembro de 2023
Hora: 08:30h
Fotos: Arquivo pessoal
Fonte: g1 RS



A Polícia Civil indiciou, na quarta-feira (30), um homem por suspeita da morte da técnica de enfermagem Lorezete Duarte, de 45 anos. Ela atuava como socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e morreu enquanto tentava ajudar o suspeito, que ameaçava se atirar de um paredão de 9 metros de altura, às margens da BR-386, em Frederico Westphalen, na Região Norte do RS.

A Polícia Civil concluiu que o suspeito, de 32 anos, que não teve a identidade revelada, cometeu homicídio doloso, assumindo o risco de morte, como explica o delegado Jacson Boni. "Ele assumiu o risco da queda quando ele puxa ela para frente deixando a beira do paredão", afirma o delegado.

Segundo as investigações, a técnica de enfermagem e o suspeito teriam caído do paredão quando a socorrista se aproximou por trás dele e tentou agarrá-lo. Neste momento, o indiciado teria puxado a socorrista para frente, fazendo com que os dois caíssem, diz o delegado.

Lorezete teve traumatismo craniano, chegou a ser levada ao Hospital de Clinicas de Passo Fundo, mas não resistiu e faleceu.

O suspeito ficou ferido, foi internado em um hospital de Frederico Westphalen e já recebeu alta.







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.