menu
Notícias / Cultura

Eliane Tonello e mais uma obra infantojuvenil quadrilíngue



Data de publicação: 16 de agosto de 2023
Hora: 08:08h
Fotos: Divulgação



No último dia 9 de agosto de 2023, na Livraria Cameron e com parceria de Aôba Kids, no Shopping Burbom Country, ocorreu o lançamento com sessão de autógrafos de mais uma obra da escritora Eliane Tonello, Layla e a Uva para colorir, com quatro idiomas em um só livro: Português, Hebraico, Francês e Alemão.

A primeira edição de Layla e a Uva (2020), também quadrilíngue (Português, Italiano, Espanhol e Inglês), foi lançada durante a pandemia e já encantou as crianças e os adultos.  Na obra, a menina Layla, que mora na cidade, escolhe passar as férias no campo para realizar um sonho.

Para Émerson Falkenberg – designer, ilustrador, músico e escritor na Estrada Criativa Audiovisuais -, “ilustrar o livro Layla e a Uva foi uma aventura que significou resgatar doces momentos e lembranças da infância; a cada traço parecia voltar no tempo e ter aquela sensação boa de reencontro com as férias, com os familiares e os amigos queridos. O livro fortalece a ideia de que as boas recordações são fundamentais para vida de uma criança, visto que estas reminiscências formarão parte da sustentação emocional em vida adulta como, por exemplo, o sumo da uva, o perfume do campo, as cores da casa, o abraço do avô, o aroma do pão, a ansiedade para chegar, de voltar mais uma vez... e tantas outras!” A segunda edição agrega mais um valor: convida a criança a exercitar a criatividade dando cores à história, além de participar de maneira mais direta em admirar as coisas simples e agradáveis da vida.  Seja na cidade, no campo, em diferentes línguas e povos, todos tem um pouco da Layla dentro de si.

E Mauro da Silva Gomes (Kaow), ilustrador da segunda edição, assim nos diz: "Foi uma satisfação trabalhar neste projeto. Com uma sensação de foco e esforço colocados em cada página, foi um prazer estar na produção do livro! Com disciplina e os estudos certos se alcançam nossos objetivos, a chave é não desistir do que faz.”

O papel do sonhar é importante, pois ilustra o início da capacidade simbólica do sujeito capaz de decodificar e expressar os afetos. Além de consolidar a memória, desperta sinais de bem-estar, saúde e autoconhecimento. Já dizia o poeta Mário Quintana, "a vida é um dever que trouxemos para fazer em casa...."

Quando dentro de casa são estimuladas a fantasia e a concretização dos sonhos, o mundo exterior se torna menos amedrontador. Defende Jean Piaget que há um tipo de inteligência criadora que inventa o novo e introduz no mundo algo que não existia. Quem inventa, rompe maneiras de pensar e agir decorrentes de tradições cristalizadas. Não se pode ter medo de errar mesmo sabendo que se estará em terras desconhecidas.

Despertar e sonhar são janelas psíquicas que podem ser abertas para um mundo de esperança. Já dizia William Shakespeare: "Somos da mesma matéria que nossos sonhos.”

Quando estimulados a sonhar e a criar, somos levados a elaborar projetos de futuro. Cuidar da criança é instrumentalizá-la para que na velhice possa usufruir uma vida psíquica saudável.

A obra Layla e a Uva e as demais obras da autora estão disponíveis na Livraria Cameron do Shopping Bourbon Country e no Shopping total, bem como com a autora.                                               







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.