menu
Notícias / Política

Na Zona da Produção, Adão Pretto pauta o fim da violência contra as mulheres e apresenta projeto para uma agricultura sustentável



Data de publicação: 13 de março de 2023
Hora: 09:05h
Créditos: Catiana de Medeiros
Fotos: Paulo Roberto
Fonte: Assessoria de Imprensa Adão Pretto Filho



O deputado estadual Adão Pretto Filho (PT) esteve neste final de semana em roteiro de trabalho na região da Zona da Produção. Em Seberi, ele participou da 6ª Festa da Semente Crioula, promovida pelo Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e a Cooperativa Mista de Produção, Industrialização e Comercialização de Biocombustíveis (Cooperbio).

O parlamentar explanou sobre o seu projeto de Lei 51/2023, que prevê o fomento à agropecuária regenerativa, biológica e sustentável, através da constituição de uma política estadual que estimula, entre outras questões, o uso de bioinsumos produzidos pelos próprios agricultores em suas propriedades.

“É uma nova alternativa de agricultura para o Rio Grande do Sul, com foco numa produção mais limpa e sustentável, que dá autonomia para os agricultores. Eles poderão produzir de forma saudável, preservando o meio ambiente e obtendo renda”, destacou.

O projeto, que tramita na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, foi elaborado com o apoio de várias entidades e organizações ligadas ao campo e consiste em usar insumos de origem animal, vegetal ou microbiana, como bactérias e fungos que possuem ações contra pragas e doenças, além de produtos minerais regionais de baixo impacto ambiental, como o pó de rocha. Também estimula a produção e o uso de plantas de cobertura de solo, e prevê a capacitação de técnicos e agricultores para esse tipo de agricultura.

Fim da Violência contra as Mulheres

Ainda na região, o deputado Adão Pretto esteve em Rodeio Bonito, na comunidade São Roque. Em evento alusivo ao 8 de março, ele apresentou a Frente Parlamentar de Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, que coordena na Assembleia.

A Frente, pioneira no país, foi criada em 2011 numa iniciativa do deputado Edegar Pretto, irmão de Adão Pretto. Ela foi retomada recentemente nesta nova legislatura, após ter sido chancelada por parlamentares de partidos de esquerda, centro e direita e homologada pela Mesa Diretora da Casa.

“Nós queremos uma sociedade livre do machismo, mais justa, com paz, respeito e igualdade de direitos entre homens e mulheres. Por isso, nos propomos a fazer esse trabalho permanente de conversa e conscientização junto a outros homens através da Frente, porque a violência contra as mulheres é majoritariamente feita pelos homens”, observou.

Na ocasião, o deputado também entregou às mulheres o cartão vermelho símbolo da principal campanha da Frente Parlamentar para o fim da violência contra as mulheres e meninas. O evento reuniu centenas de participantes de Rodeio Bonito e Novo Tiradentes. A promoção foi das duas prefeituras em parceria com a Emater/RS-Ascar e Sindicato dos Trabalhadores Rurais.







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.