menu
Notícias / Saúde

Confira alimentos que são bons para a memória

Alimentação saudável deve estar integrada com exercícios físicos e noites de sono bem aproveitadas

Data de publicação: 30 de janeiro de 2023
Hora: 08:30h
Créditos: Lucas Eliel
Fotos: Marcos Santos / USP Imagens / CP
Fonte: Correio do Povo



Ter uma boa memória é essencial para o dia a dia. Com tantas demandas do cotidiano, não conseguir se lembrar dos afazeres afeta muito a rotina. As doenças que alteram o armazenamento de informações do cérebro também podem bater à porta uma hora. Neste sentido, uma alimentação balanceada é importante a fim de manter a saúde da mente por mais tempo.

Uma das complicações mais conhecidas que danificam a memória, a Doença de Alzheimer atinge cerca de 1,2 milhão de brasileiros, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Conforme a pasta, 100 mil novos casos da enfermidade são diagnosticados a cada ano. A disfunção no cérebro também pode trazer outros efeitos negativos como repetição da mesma pergunta várias vezes, dificuldade de acompanhar conversas ou pensamentos complexos e irritabilidade injustificada. 

De acordo com a nutricionista Cintia Squeff, há uma série de alimentos que podem ser integrados na rotina de modo a ajudar na manutenção da memória. Um deles é o café. "Ele era visto como vilão um tempo atrás, mas é muito bom para a saúde. Por ser rico em cafeína, atua no sistema nervoso, estimulando a concentração e oxigenação no cérebro, além de diminuir um pouco o cansaço", destaca. É necessário, contudo, moderação, e o chá verde também é uma opção líquida que traz os mesmos benefícios. 

Quem não abre mão de comer chocolate pode consumir para auxiliar a memória o do tipo amargo, com no mínimo 70% de cacau. "Ele é rico em teobromina, catequinas e epicatequinas, que são compostos bioativos e antioxidantes. As substâncias têm um efeito quase dilatador, melhorando a circulação de sangue no cérebro e aprimorando um pouco a função cognitiva", pontua. O ovo, alimento bastante versátil, podendo ser preparado de diversas formas no dia a dia, também é uma ótima pedida. Ele é rico em uma vitamina chamada colina, auxiliando no processo de aprendizado do cérebro. 

Alimentos com ômega 3 

Alimentos ricos em ômega 3, como salmão e semente de abóbora são boas opções para manter a estabilidade da memória. Conforme a especialista, eles aperfeiçoam a função dos neurônios e protegem as células do cérebro contra os danos causados por radicais livres. "Nozes também são indicadas porque são fontes de ácido graxo, um tipo de ômega 3. Elas estão associadas com a assistência à saúde das artérias, melhorando circulação do cérebro e prevenindo o esquecimento", explica. 

Frutas vermelhas, alimentos verde-escuros e chás

No cardápio de frutas, as que auxiliam mais na memória são as vermelhas, como amora, açaí, mirtilo e uva roxa. Alimentos verde-escuros como brócolis, couve e rúcula também têm efeitos positivos para o armazenamento de informações. "O espinafre é um outro exemplo. Ele é rico em vitamina k, uma substância essencial na produção de um tipo de gordura encontrado em alta concentração no cérebro associada com a melhora cognitiva e de concentração", afirma. 

Outras opções líquidas, os chás de açafrão, ginkgo biloba e alecrim podem também ser considerados na ajuda da memória. De acordo com Squeff, é importante ter bastante cautela com o de ginkgo biloba, pois ele não é nada recomendado para quem usa medicamentos anticoagulantes. 

Outros alimentos que ajudam na memória são: 

- tomate

- beterraba

- aveia

Como integrar os alimentos na rotina 

O segredo para auxiliar na saúde da memória, conforme a especialista, não é focar em um ou outro alimento, mas integrá-los de forma conjunta no dia a dia em diferentes horários. "O bom é procurar um profissional para equilibrar bem a dieta e ver como ela vai ser aplicada rotineiramente. Na consulta também vai poder ser analisado se a pessoa tem contraindicações de alimentos", enfatiza a especialista. 

Só os alimentos não vão fazer todo o trabalho no auxílio à memória. Os exercícios físicos  são importantes no caminho de uma mente mais saudável. Caça-palavras, leitura e ter uma boa noite de sono constituem também fatores importantes para a central de informações do cérebro. Complicações como a Doença de Alzheimer são genéticas, portanto, é crucial estar em dia com exames médicos. 







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.