menu
Notícias / Saúde

Passo Fundo - Três pacientes tocam o Sino da Vida no HSVP

Celebração marca o fim do tratamento no Centro Oncológico Infantojuvenil

Data de publicação: 12 de agosto de 2022
Hora: 09:00h
Créditos: Flávia Dias
Fonte: Comunicação HSVP



Onze horas de viagem distanciavam Nicolas do momento mais esperado durante os últimos dois anos. Ele e a mãe, Chabeli Rosa de Souza, saíram ainda de madrugada da cidade de Rio Grande com um destino: o Centro Oncológico Infantojuvenil do Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo. A longa viagem não se tornou cansativa, afinal, marcava um momento importante na vida do menino de sete anos. Após dois anos de tratamento contra uma leucemia linfocítica aguda, ele recebeu alta médica e aguardava ansiosamente pelo toque do Sino da Vida. 

Apesar da distância entre as cidades, o tratamento de Nicolas foi possível através do Núcleo Interno de Regulação do HSVP, que funciona a partir das normas de regulação de leitos estabelecidas pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul. O Hospital é referência no interior do estado no tratamento contra o câncer. “Realizamos investimentos constantes nessa área e com a ampliação de estrutura que estamos fazendo, com mais leitos de internação, em breve seremos o maior centro de tratamento oncológico infantojuvenil do interior. Ficamos felizes por ter tido a possibilidade de oferecer o melhor tratamento para essas crianças”, ressalta o presidente do HSVP, José Miguel Rodrigues da Silva.

A celebração do Sino da Vida é tradicional entre os pacientes que ganham alta médica do Centro Oncológico Infantojuvenil. Além de Nicolas, a emoção também foi compartilhada pelas famílias de Luiz Fernando Menetier Bessegato, de quatro anos, e Jamylle Padilha Viera, de sete anos. “Quando chegamos aqui, perdemos o nosso chão, porque o diagnóstico de uma leucemia não é fácil. Mas nós vencemos essa doença e não temos palavras para agradecer a equipe responsável por isso. Cada vez que entrávamos aqui a Jamylle dizia que logo ia bater o sino, e esse dia tão esperado chegou. São pequenos gestos que significam muito”, comemorou a mãe de Jamylle, Juliana Santos Padilha.

O Sino da Vida é também um momento de celebração para a equipe do Centro Oncológico. “É inevitável, enquanto profissionais, compartilhamos algo tão especial com os pacientes e seus familiares. Temos um trabalho multiprofissional, para proporcionar o melhor tratamento aos nossos pacientes. Nos emocionamos por vivenciar esse toque, principalmente porque acompanhamos a luta de cada um”, conta a enfermeira gestora do Centro Oncológico Infantojuvenil do HSVP, Edineia Carine Pastore. 







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.