menu
Notícias / Política

Assembleia do RS aprova reajuste de 5,53% no piso regional

Índice foi definido após acordo entre governo, deputados e entidades empresariais e de trabalhadores. Percentual será retroativo a outubro

Data de publicação: 15 de dezembro de 2021
Hora: 08:10h
Fotos: Guerreiro | Agência ALRS / AL
Fonte: Flávia Simões*



Os deputados aprovaram, na tarde desta terça-feira, o reajuste do piso regional para 5,53%. Agora, o salário mínimo regional ficará em R$ 1.305,56, para as categorias na primeira faixa, e R$ $ 1.654,50 para a faixa mais elevada. Pelo acordo, o índice será retroativo a outubro, apesar de a data-base do piso ser em fevereiro.  

O percentual foi alcançado através de negociações entre o governo, deputados e entidades sindicais e empresariais. Enquanto o Executivo previa, no texto original, o valor de 2,75%. Do outro lado, as categorias pleiteavam 10,3%.

"Não é o ideal, mas é o possível", disse o deputado Fernando Mainardi (PT). A construção conjunta do percentual foi ressaltada pelo líder do governo, Frederico Antunes (PP). Ele informou, ainda, que os servidores das escolas, também serão incluídos na segunda faixa e, com isso, contemplados pelo aumento.

Na tribuna, deputados de oposição, que foram favoráveis ao projeto, manifestaram suas ressalvas. No entanto, foi a fala do deputado Fábio Ostermann (Novo) que mais repercutiu entre os parlamentares. 

Ao encaminhar seu voto contrário, Ostermann classificou o salário mínimo como sendo uma "barreira de entrada" para os trabalhadores gaúchos. "Quem gera riqueza e emprego no Estado não pode ficar, ano a ano, se submetendo a esse achaque permanente", disse, ao reiterar que o aumento no piso não elevaria a concessão de emprego. 

Em resposta, deputados do PT e do PSol rechaçaram a manifestação. "É de se admirar que deputados venham a essa tribuna rejeitar um aumento de R$ 74", disse Luciana Genro (PSol). Deputados de outras bancadas também se manifestaram reforçando a importância do salário mínimo e das leis trabalhistas.







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.