menu
Notícias / Saúde

Rio fecha praias, veta ônibus fretados e proíbe estacionar na orla

Decisão da prefeitura passa a valer a 0h deste sábado (20) e tem objetivo de restringir circulação de pessoas durante pandemia

Data de publicação: 19 de março de 2021
Hora: 07:55h
Fotos: BRUNO MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Fonte: R7



A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu fechar as praias para banhistas e praticantes de atividades físicas, proibiu a entrada de ônibus fretados no município e vetou o estacionamento na orla, com exceção de moradores.

O decreto do prefeito Eduardo Paes consta do Diário Oficial do município desta sexta-feira (19) e passa a valer à meia-noite, portanto, a partir de sábado (20). O fim dessas restrições será na segunda-feira (22).

Como justificativa, a prefeitura se baseia no "princípio da precaução e a necessidade de conter a disseminação da covid-19, de garantir o adequado funcionamento dos serviços de saúde e de preservar a saúde pública".

O que está proibido

- permanecer nas areias das praias, em qualquer horário, incluindo a prática de esportes, o banho de mar. Também está proibido o comércio fixo e itinerante, além da prestação de serviço de qualquer natureza;

- entrada de ônibus e demais veículos fretados na cidade. A exceção são aqueles transportam funcionários de empresas ou levam pessoas para os hotéis. No caso dos turistas, será necessário comprovar reserva de hospedagem;

- estacionar em toda a orla marítima. A exceção à regra vale para moradores, idosos, portadores de necessidades especiais, hóspedes de hotéis e táxis.

- o uso das pistas das avenidas Delfim Moreira, Vieira Souto e Atlântica e de ambos os sentidos das pistas de rolamento do Aterro do Flamengo como áreas de lazer.

Reforço a decisão anterior

As medidas anunciadas nesta sexta-feira (19) engrossam a lista de restrições publicada pela prefeitura na semana passada.

Entre as regras que já estavam valendo, estão o limite de funcionamento de bares, restaurantes, quiosques e estabelecimentos congêneres até as 21h e proibição de eventos e festas em áreas públicas e particulares, incluindo as rodas de samba.

 






O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.