menu
Notícias / Saúde

Secretaria da Saúde e Cosems definem grupos prioritários da nova remessa de Coronavac



Data de publicação: 18 de março de 2021
Hora: 07:50h
Créditos: Secom
Fotos: Mauro Nascimento / Palácio Piratini
Fonte: Governo do Estado do RS



Idosos de 73 a 76 anos, profissionais de saúde ainda não imunizados e bombeiros militares operando no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fazem parte da população que poderá tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nos próximos dias. As 318,2 mil ampolas de Coronavac, do Instituto Butantan, que chegaram na manhã de quarta-feira (17/3), serão entregues aos municípios gaúchos na quinta-feira (18/3) para dar continuidade à campanha de vacinação no Rio Grande do Sul.

Os grupos a serem vacinados foram definidos em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), com participação da Secretaria da Saúde (SES) e do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), na tarde desta quarta-feira.

Os municípios da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), com sede em Osório, receberão 4 mil doses a mais para compensar as da primeira aplicação realizadas no Litoral durante o período de veraneio, em vez de ocorrerem no município de origem do vacinado.

Mil doses ficarão armazenadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre, para repor ampolas que tenham sofrido variação de temperatura para mais de 8°C em algum momento do trajeto até o destino.

“Não podemos deixar vacina parada. Vacina é para estar no braço dos gaúchos”, defendeu o secretário executivo do Cosems, Diego Espíndola. A secretária da Saúde, Arita Bergmann, explica que todas as doses distribuídas nesta etapa serão referentes à primeira aplicação (D1).

“Frente à atual produção do Butantan e considerando que temos margem ainda de, pelo menos, duas semanas até precisarmos vacinar com a segunda dose as pessoas contempladas pela última remessa, decidimos usar todo o estoque atual para a primeira dose de mais gaúchos, e não reservar doses para a D2”, explicou Arita. “Lembramos os municípios que aqueles que já concluíram a vacinação de seus idosos na faixa etária definida e ainda restarem doses para esse grupo, podem abrir para a idade imediatamente anterior. Por exemplo, os municípios que já vacinaram todos os idosos de 73 anos ou mais, podem começar a vacinar quem tem 72 anos”, completou a secretária.

A pactuação da CIB sobre essa remessa de Coronavac também trará um artigo contemplando, se houver saldo de vacina no município, as pessoas com deficiência de 18 anos ou mais que estejam acamadas e não tenham autonomia. “As pessoas acamadas institucionalizadas já foram vacinadas na primeira fase da campanha. Agora vamos começar a aplicar o imunizante naqueles que estão em casa, nestas condições”, afirmou a diretora do Departamento de Atenção Primária e Políticas de Saúde, Ana Costa.

Grupos que serão vacinados com a primeira dose (D1) da nona remessa recebida pelo RS:

• Todos os profissionais de saúde ainda não imunizados (completar 100% deste grupo).

• Completar a vacinação de idosos de 75 anos ou mais.

• Ampliar para os idosos de 74 e 73 anos.

• Bombeiros Militares socorristas que estejam trabalhando diretamente na assistência dos pacientes do Samu.

Texto: Ascom SES







O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.