menu
Notícias / Cultura

Campanha da Fraternidade 2018: Fraternidade e superação da violência

Campanha da Fraternidade 2018: Fraternidade e superação da violência

Data de publicação: 15 de fevereiro de 2018
Hora: 09:15h



 


“Fraternidade e superação da violência” é o tema escolhido para a Campanha da Fraternidade de 2018. Realizada todos os anos pela Igreja Católica no Brasil durante o período da Quaresma, a campanha é coordenada pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e tem como principal objetivo despertar a solidariedade de todos os seus fiéis e também da sociedade brasileira. Neste ano, a questão da violência ganhou o foco e, além do tema escolhido, o lema – “Vós sois todos irmãos” (Mt 23, 8) – é um convite para a construção coletiva da paz. Na Arquidiocese de Passo Fundo, a Campanha foi apresentada à imprensa na manhã desta quarta-feira, 14, e, além da temática proposta, foi destacado, ainda, o Fundo de Solidariedade - que recebe parte da arrecadação da coleta motivada pela Campanha e, dessa forma, contribui com diferentes projetos na Arquidiocese.


Superação da violência


Com o objetivo geral de “construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de a superação da violência”, a CF 2018, além de mapear a violência, busca, especialmente, colocar em evidência as iniciativas que existem para superar os atos violentos e ainda, despertar novas propostas com esse objetivo. “A motivação da escolha deste tema é a triste constatação de que somos violentos e vivemos numa sociedade violenta. A Campanha da Fraternidade não quer simplesmente ficar falando de violência, apresentar mais estatísticas, procurar culpados. As informações que temos e os meios que divulgam a violência já são suficientes para nos sensibilizar para o grave problema. O sofrimento das vítimas grita por compaixão e atenção. Os agressores também necessitam de misericórdia e conversão”, destaca dom Rodolfo Luís Weber, arcebispo metropolitano de Passo Fundo. “O foco principal é mobilizar os indivíduos e a sociedade a se envolverem com o projeto de conversarmos sobre a violência e, também, e nos desafiarmos a estudar esse tema não apenas durante o tempo quaresmal. Enfim, o foco está em como podemos superar a violência, que atitudes devemos ter para isso”, enfatizou.finalizou Dom Rodolfo Luiz Weber  Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Passo Fundo  no lançamento da Campanha da Fraternidade em Passo Fundo na quarta feira dia 14 de fevereiro.


 



 


Fernando Luiz Concatto - PASCOM


 




campanha da fraternidade 2018 campanha da fraternidade 2018



O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.