menu
Colunas

A educação o caminho da solução


Data de publicação: 24 de janeiro de 2015
Coluna: Coronel Vogt
Colunista: Coronel Vogt








Quem aplaude ou critica o Soldado nem sempre sabe o que se passa no coração dele. Pacificar o HAITI é missão honrosa. Mas exige um grande sacrifício. A saudade de casa. O medo do desconhecido. O mundo gira. O BRASIL gira com ele. Dá passos para frente. Dá passos para trás. Na AMAZÔNIA, a Orquestra Sinfônica do EXÉRCITO mostra cultura para as populações ribeirinhas. É de aplaudir de pé! No PORTO ALEGRE, um monumento de 1937 é danificado pela segunda vez. Por pessoas que não sabem o que é História, nem respeito e nem Democracia. No Setor Militar Urbano ( SMU ), militares plantam flores. No Cerrado, ao Norte de PLANALTINA, desalmados caçam o Lobo Guará, em extinção.  Na Esplanada dos Ministérios, o pagamento de bolsas de estudo é feito com atraso. A RÁDIO VERDE-OLIVA ( 98.7 FM ) faz a sua parte. Coloca no ar uma das canções que não deixam o Soldado desistir: FIBRA DE HERÓI, de Barros Filho e Guerra Peixe. Os Pais do Aspirante GODOFREDO ainda não sabem. O filho deles e os seus subordinados estão baixados ao Hospital de PALMEIRAS – BAHIA. Durante a Expedição das Cartas Topográficas, enquanto apanhavam mel para crianças famintas, no Rio FUMAÇA ( Chapada Diamantina ), foram atacados por abelhas ...                                                                                                 


Na Companhia Comando do Batalhão da Guarda, em BRASÍLIA-DF, o Comandante circula para fiscalizar o cumprimento do Quadro de Trabalho Semanal. Encontra um Soldado carregando alguns livros e indaga: “CORIOLANO, você vai ler todos esses livros?” O Soldado respondeu: “Não, Capitão. Vou parar de estudar. Vou vender coisas para os outros. Quero ganhar dinheiro!” O Capitão BONDOSO não esperava. Foi falar com o Comandante do Pelotão.                                                                                         


“Bom dia, Aspirante JOÃO. Como você está?”, perguntou o Capitão. O Aspirante respondeu: “Eu estou bem. Gosto do que faço. Tenho aprendido muito com os Tenentes oriundos da AMAN. Estou colocando em prática, com o Pelotão de Serviços, aquelas instruções sobre OS ATRIBUTOS DA ÁREA AFETIVA. Aprendi no NPOR.” O Capitão continuou: “São as Virtudes Militares. O conhecimento técnico não é tudo. Eles estão gostando?” O Aspirante JOÃO respondeu: “Sim. Mas a turma é desparelha. Servem, aqui na Capital, jovens oriundos de várias regiões diferentes. As famílias não são iguais. As culturas são diferentes. Há dois BRASIL! Parece que temos dois lemas! Alguns servem, outros se servem! Há, no Pelotão, um destaque positivo: o Recruta ANDRÉ. Quer ser Engenheiro do IME, a melhor Escola do BRASIL. Dou aulas particulares para ele. Gosto de ajudar quem sabe o que quer. Há, ainda, no meu Pelotão, um destaque negativo: o Recruta CORIOLANO. Ele disse que Atributos da Área Afetiva não servem para nada. Está decidido a parar de estudar. Ele não tem base cultural. O CORIOLANO não tem berço!”          


O Capitão BONDOSO já sabe o que fazer: “Aspirante JOÃO, leve o Pelotão de Serviços para a praça. Vou conversar com eles sistematicamente. Hoje, começarei a passar a minha experiência. Ajudarei a todos aqueles que quiserem ser ajudados.”                                                                                      


Após todos estarem acomodados em local aprazível, o Comandante fez uso da palavra: ”Meus comandados! Estou aqui para colaborar com a missão do Aspirante e com a educação de vocês. O EXÉRCITO, organização centenária, marcha para completar em breve 400 anos! Ele ensina, entre outras virtudes, resolver os problemas olhando nos olhos dos irmãos. O cidadão que carrega no peito um Coração de Soldado ... não fala mal de pessoas ausentes. Eu me proponho a conversar com vocês, pelo menos, uma vez por semana. Hoje, casualmente, o meu tempo é curto. Tenho que fazer um reconhecimento na Região do Córrego do Acampamento. Lá faremos o Exercício da Fase de Instrução Básica. Cumprimento todos os integrantes do Pelotão pelo reflorestamento que fizeram às margens do Ribeirão BANANAL. O EXÉRCITO participa, sempre que possível, em todo o País, dos trabalhos ecológicos que objetivam aumentar as vegetações ciliares. Coloco a palavra à disposição. Aproveitem para tirar dúvidas.”                                                              


O Soldado URI quis saber: “Capitão, o fato de os Professores Brasileiros não receberem salários justos retira a Educação das prioridades do BRASIL?” O Comandante responde: “Há municípios e escolas que pagam salários justos. Todos os Prefeitos deveriam seguir os bons exemplos. A injustiça não diminui o valor estratégico da Educação. Um cidadão que pretende pagar injustamente os Professores ... nem deveria se chamar Homem Público. De acordo com o senhor JOAQUIM CLOTET, Reitor da PUC – RS, a qualidade da educação é também a qualidade de uma nação.”                                                                       


O Soldado CORIOLANO pergunta: “Capitão, por que o senhor não diminui o tempo destinado à Instrução de Atributos da Área Afetiva? Sobraria mais tempo para o lazer. Esta matéria não ensina ganhar dinheiro. É pura incomodação!”                                                                                                                     


O Capitão continuou: “Soldado ANDRÉ, você concorda?” Este respondeu: “ Na minha opinião, Comandante, a educação de uma pessoa não é incomodação. Quanto mais educado for um homem, maior será a sua chance de vencer na vida. A educação é o caminho. É a solução para nossas vidas. A educação é o caminho da solução!”  O Soldado ANDRÉ, dedicado e coerente, foi aplaudido por todos. O VIRGULINO levanta e pergunta: “Chefe, até quando deverei estudar?” O BONDOSO responde: “Nós temos que estudar sempre! Após o curso superior, devemos fazer um mestrado. Após este, fazer doutorado. E, se houver recursos ou bolsas de estudo, prosseguir. Eu tenho um amigo na UNB que está fazendo pós-doutorado... Temos que estudar até o último dia das nossas vidas ... Os militares modernos devem falar dois idiomas.”                                                                                                             


Devido aos demais compromissos, o brilhante oficial faz uma breve locução final: “Amanhã, entregarei ao Soldado CORIOLANO o livro que conta a história do DUQUE DE CAXIAS, o Pacificador. Ele recebeu, da família LIMA E SILVA, uma educação primorosa. Este assunto é vasto. Voltaremos a tratar dos valores na próxima semana. Deixo, para os amigos refletirem, uma citação do Advogado ABRAHAM LINCOLN, ex-Presidente dos ESTADOS UNIDOS: ‘Se educarmos as crianças, não precisaremos punir os homens!’ Obrigado pela atenção! Até amanhã!”                                                                                    


O Capitão BONDOSO retorna cansado do reconhecimento no terreno. E com uma lista de tarefas a providenciar. Ele sabe que o Batalhão não quer saber se o pato é macho ... quer ovo! A bela Seretária VANESSA entra no PC e informa: “Os Soldados brigaram no Parque da Cidade! A Rádio Verde-Oliva ( 98.7 FM ) está informando sobre o caso. Há um Soldado ferido.” O Comandante liga o rádio, bem na hora em que uma Repórter transmite direto do Parque da Cidade.                                                                                                                     


“Aqui é o ALESSANDRO. Interrompemos a programação musical para dar as últimas informações sobre o episódio ocorrido, agora há pouco, no Parque da Cidade de BRASÍLIA. MARIA DA GLÓRIA, as informações chegaram desencontradas por aqui. Afinal, o que houve? Há algum ferido?” A Repórter respondeu: “Alguns jovens estavam ouvindo músicas, em som muito alto, ao lado dos carros. A situação para os moradores das áreas próximas estava insuportável. Ligaram para as autoridades. Os telefones estavam ocupados. Dois Nordestinos, oriundos do RECIFE, para fazer concurso público, foram, pessoalmente, reclamar. O Soldado ANDRÉ e seu colega Recruta DESIDÉRIO estavam fazendo trabalho voluntário numa Escola Infantil, situada nas imediações. Os festeiros tentaram agredir os Nordestinos. Só não conseguiram porque o ANDRÉ e seu amigo impediram. Estes foram levados, pela Polícia do Exército, para fazer exame de corpo delito, no Hospital MARIA LÚCIA! Quem começou toda a confusão foi um tal de CORIOLANO ...”                                  


O ALESSANDRO, da 98.7 FM, encerra a cobertura: “Obrigado, MARIA! Voltamos a falar sobre os Pelotões Especiais de Fronteira na Amazônia.” O Capitão BONDOSO retira do bolso um lenço verde-oliva e enxuga as lágrimas. Chama o leal Cabo DORMÊNCIO: “Acorda, guerreiro! Chame o meu motorista. Preciso ir ao Hospital!”                                                                                                         


ANÁLISE DOS FATOS                                                               


Uma pessoa dotada de pouca educação provoca desgosto, insônia, desrespeito ... O Capitão faz um elogiável trabalho de conscientização. Mas por que ele chorou? Na lida com seres humanos, é difícil colher frutos. Os Pais também choram. Alguns filhos não correspondem, não firmam, não avançam ...Por mais brilhante que seja o Comandante, o CORIOLANO deixou-o falando para as árvores ... da Avenida do Exército. Mas nem tudo é tristeza. O Capitão acabou descobrindo,  num momento de tensão, que o Praça Mais Distinto do Batalhão é um guri valente... A partir de hoje, os valores passam a ter muito mais valor!  O CORIOLANO, por sua vez, agora só tem um caminho: melhorar. Se der mais um passo para trás, começará uma viagem sem retorno. Respeitar é preciso! Lembremo-nos do filósofo SÓCRATES: “Aquele a quem a palavra não educar, também o pau não educará.”                                                                                                    


CONCLUSÃO                                                                   


Dentro dos muros do Quartel, não há lugar para homens pouco educados.                                                                                                                                       


Eu não seria feliz se tivesse que viver em um mundo, onde não houvesse livros.                                                                                                                            


“Uma nação se faz com homens e livros.” ( MONTEIRO LOBATO ).         


A educação abre portas.                                                                                                 


O valor de um homem depende do valor da educação.                                          


“A educação não é a preparação para a vida, é a própria vida.” ( JOHN DEWEY ).                                                                                                                                         


“A boa educação é moeda de ouro. Em toda a parte tem valor.” ( Padre ANTÔNIO VIEIRA ).                                                                                                           


“A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces.” ( ARISTÓTELES ).                                                                                                                       


CLAUDIO FREDERICO VOGT – [email protected]



DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e fique informado sobre às notícias da região





educacao educacao