menu
Colunas

Recomeçar é um ato de coragem


Data de publicação: 24 de maio de 2022
Coluna: Kerley Carvalhedo
Colunista: Kerley Carvalhedo



Não queria começar uma crônica com justificativas frívolas, contudo, nada me pareceu mais tentador do que defender o meu sumiço aqui no DiárioRS. Pensei inicialmente em escrever uma crônica sobre qualquer coisa trivial; talvez sobre a política atual, meus descontentamentos com o Brasil – o que seria completamente desnecessário por serem clichês para mim e para a maioria dos brasileiros.

Muita gente não sabe, mas, estive afastado das colunas semanais do DiárioRS por um longo período, para ser mais específico: pouco mais de um ano – por motivos diversos. Cheguei a conversar com um amigo próximo que eu estava prestes a desistir dessa coisa de escrever, ele foi sucinto ao aconselhar-me “Tarde demais! Impossível que você deixe de escrever.” O meu amigo tinha razão. Afinal, neste jornal são mais de cinco anos.

Não se trata apenas de ter um espaço no jornal para escrever qualquer coisa corriqueira, como a crônica exige. Aliás, tenho a impressão que escrever uma crônica banal tornou-se desafiador, me parece que todos os assuntos para a crônica já estão obsoletos. Embora, apesar de gostar de brincar com as palavras, algumas se apresentam medíocres, mas capazes de exprimirem alguma coisa, sobretudo, de ampliar o nosso modesto cotidiano da visão míope que temos sobre a vida e o mundo.

É com uma enorme alegria que retorno a este democrático espaço, no qual eu posso dizer o óbvio.

Agradeço a gentileza de ter vocês aqui toda semana. Tenho certeza que esta coluna será palco de lampejos de lucidez e coerência. (assim espero)

Imagem:Pexels