menu
Colunas

Nutrição - Dia 14 de novembro foi o Dia Mundial do Diabetes


Data de publicação: 16 de novembro de 2015
Coluna: Kelly Angélica Wagner
Colunista: Kelly Angélica Wagner



 


Dia 14 de novembro é Dia Mundial do Diabetes, foi criado com o objetivo de chamar a atenção e informar a sociedade a cerca dessa doença cada vez mais presente na vida das pessoas e que se não recebido os devidos cuidados e acompanhamentos pode ocasionar uma série de complicações no organismo e em alguns casos levar a morte do individuo.


O Diabetes rata-se de uma doença caracterizada pela elevação da glicemia sanguínea (glicose no sangue), o que pode levra ao longo do tempo a sérios danos ao coração, vasos sanguíneos, olhos, rins e nervos. Os principais sintomas são o aumento da sede, aumento da vontade e frequência de urinar, aumento da fome, perda de peso mesmo comendo muito, fadiga, visão turva, dores nas pernas e dificuldade de cicatrização. Os principais fatores de risco para a diabetes são histórico familiar, idade, grupo étnico e o excesso de peso. 

Existem dois tipo de Diabetes:



  • Diabetes tipo I: é o menos comum, sendo responsável por 5 a 10% dos casos diagnosticados de diabetes. É caracterizado pela destruição das células pancreáticas, levando a uma deficiência absoluta na produção de insulina e com isso elevando a glicemia sanguínea. Normalmente as pessoas mais acometidas são crianças e jovens, embora possa ocorrer em qualquer idade.

  • Diabetes tipo II: é o tipo mais comum, sendo responsável por cerca de 90 a 95% dos casos. Neste tipo da doença É comum surgir após os 30 anos de idade, embora esteja se tornando cada vez mais comum em crianças e jovens. Estudos mostram que exercícios físicos e dieta equilibrada previnem 80% dos casos de diabetes tipo 2.


Os cuidados com a alimentação são extremamente importantes. Os carboidratos (açucares) são nutrientes que interferem de forma direta nos níveis de glicose no sangue. Para tanto, devemos entender que existem dois tipos de carboidratos:



  • Carboidratos complexos: encontram-se em alimentos como arroz, pães, massas, batatas e cereais como quinoa, aveia e amaranto. Esse tipo de carboidrato é absorvido de forma lenta pelo organismo, sendo desta forma o tipo mais indicado para os diabéticos, de preferencia deve-se optar pelas versões integrais pois são ricas em fibras e desta forma desaceleram a chegada da glicose no sangue.

  • Carboidratos simples: presente no mel, melado, açúcar refinado, cristal e mascavo, leite, frutas e doces em geral. São absorvidos de forma rápida pelo organismo, elevando rapidamente a glicemia sanguínea.


Dicas de alimentação para Diabéticos:



  • Para controlar a glicemia não é necessário (nem recomendado) eliminar os carboidratos da alimentação, mas deve-se optar pelos carboidratos complexos e de preferencia sempre na forma integral;

  • Inclua fibras na alimentação diária, como frutas, verduras, legumes feijões e cereais integrais;

  • Evite aso consumo de gorduras como óleos, manteiga, margarina, creme de leite, carnes gordas, embutidos e doces. Opte por gorduras saudáveis como a gordura do amendoim e do azeite de oliva.

  • Em relação as frutas, prefira laranja pera, carambola, limão, melão, goiaba, caju, laranja-cravo, abacaxi, pitanga, pera, mamão, maracujá, acerola. Evitar caqui, uva, banana-prata, banana-maçã, jaca, fruta do conde, laranja mimosa, pois são frutas que tendem a aumentar a glicose sanguínea.

  • Realize em média seis refeições ao dia, evitando ficar muito tempo sem se alimentar e não deixe de fazer nenhuma refeição e lanches, principalmente o lanche noturno.

  • Ingerir em média 2 litros de água ao dia.

  • Para controlar os níveis de glicose no sangue é muito importante realizar atividade física regularmente e controlar o peso corporal.


Desta forma, a alimentação dos diabéticos deve conter carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, sais minerais e fibras. A quantidade e o tipo de carboidrato deve ser prescrito pelo nutricionista, através de um plano alimentar individualizado, considerando os valores de glicemia e a presença de outras doenças associadas.


Nutricionista Kelly Angélica Wagner – CRN 8594P


Facebook: https://www.facebook.com/NutricionistaKellyAngelicaWagner


DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.




diabetes diabetes