menu
Colunas

Grêmio - E a Chape? A Chape chapou! (Parte 2)


Data de publicação: 19 de outubro de 2015
Coluna: Valeria R. Cenci
Colunista: Valeria R. Cenci



 


Bem amigos aqui estamos para mais uma partida espetacular de meu amado Campeonato Brasileiro, e a partida que a seguir será contada foi entre Grêmio e Chapecoense na Arena Grêmio.


 


E sem mais delongas vamos logo ao primeiro lance da partida. Aos 04min de jogo Douglas arriscou de fora da área, à bola fez uma curva e o goleiro Silvio não achou nada. Bola ao barbante e o tricolor gaúcho na frente com um lindo gol dos cabelos grisalhos.


 


A Chape não demorou para responder e aos 08min quando conseguiu se desvencilhar da marcação adversária, Camilo acertou a trave. Onde o meia havia finalizado após triangulação com Barbio e Túlio de Melo.


 


A Chape estava como sempre impossível. E aos 10min chegou novamente com Camilo levando perigo, após cruzamento de Dener e o meia testou à esquerda do gol defendido por Bruno Grassi.


 


Após estes lances a partida ficou morna, sem chances perigosas de gol até os 33min onde Galhardo tabelou com Luan e cruzou rasteiro. Bobô se atirou de carrinho e conseguiu mandar a bola para o barbante na saída do goleiro Silvio.


 


A Chape estava melhor na partida, mas não acertava o alvo, mesmo assim continuou indo ao ataque. Aos 41min em velocidade a Chapecoense conseguiu escapar, Camilo ajeitou e Cleber Santana bateu de fora, para Bruno Grassi saltou e acompanhou a bola ir pela linha de fundo.


 


Mais uma vez a Chape aos 44min onde Maranhão cobrou escanteio na medida para Túlio de Melo, que testou bonito. Bem posicionado, Galhardo evitou o Gol da Chape.


 


A segunda etapa continuou com a Chape na pressão. Logo aos 06min Apodi escapou pela direita e colocou na cabeça de Túlio de Melo, ele finalizou em cima da marcação gremista.


 


Mais uma vez aos 10min onde Apodi invadiu a área pela direita, Erazo com carrinho, cometeu falta e o pênalti foi marcado. Pênalti indiscutível. Aos 11min Túlio de Melo foi para a bola e com muita força mandou uma bomba no meio do gol para descontar para a Chape.


 


O gol fez a Chape reacender na partida, e em busca de mais um ela chegou novamente aos 14min com Camilo recebendo com espaço na intermediária e soltou uma pancada, Bruno Grassi se esticou e a bola passou levando muito perigo.


 


A Chape era quem mandava na partida, só ela criava, só ela finalizava. E aos 20min mais uma oportunidade. Cleber Santana pegou a sobra na entrada da área e Bruno Grassi fez defesa em dois tempos.


 


E como todos já sabemos, se der oportunidade a Chape bagunça a vida de qualquer um. Então aos 32min do 2° T no contra-ataque, Maranhão entrou na área, passou por Geromel e cruzou na medida para Túlio de Melo empatar a partida.


 


O Grêmio só foi apresentar sua primeira oportunidade no segundo tempo aos 34min com Pedro Rocha recebendo com espaço na esquerda, onde levou a bola para a canhota e soltou o chute para uma boa defesa do goleiro da Chapecoense.


 


A Chape é tão encantadora, ela sai batendo na cara de todos os times que cantam vitória antes de enfrenta-la, e com o Grêmio não foi diferente. Aos 50min do 2° T em contra-ataque em alta velocidade, Apodi recebeu de Cleber Santana, invadindo a área e finalizando na saída de Bruno Grassi. Grêmio 2X3 Chapecoense.


 


E o que dizer dessa virada? A Chape chapou mais uma vez!


Por Valeria Cenci


Patrocinador desta coluna:



INDÚSTRIA DE URNAS RIGON LTDA.
Rua Luiz Zanella, 200 - Distrito Industrial 
CEP 99680-000 - Constantina - RS
Fone: (54) 3363-1210


DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.




00121mioxChapecoense 196 l 00121mioxChapecoense 196 l
00121mioxChapecoense 196 l
000aasaSlide1
rodape diario novo