menu
Colunas

Um humano em construção (2)


Data de publicação: 25 de agosto de 2015
Coluna: Leomir Hendges
Colunista: Leomir Hendges



Aí chega o momento que você cansa de agradar. É pesado o fardo das vontades alheias, e demanda muito tempo atender todas as expectativas que lançam sobre a nossa pessoa. Pessoa, esse é um termo talvez que não conhecemos o suficiente e por isso nos tornamos tão exigentes para com ele.


Mas... é uma palavra que sempre surge após definirmos algo. Tudo parece tão certo, até aparecer três letras que juntas são capazes de paralisar qualquer decisão. Então o que devemos fazer é decidir e logo em seguida agir, assim sem pensar? Não. O mas deve vir antes de qualquer decisão e não depois dela. O pensar deve ocorrer no processo decisivo e não durante a ação.


Preciso compartilhar com você, estou vivendo momentos incríveis na minha vida. O dia que recebi a oportunidade para escrever essa coluna não sabia como seria a aceitação. Não tinha tanta certeza sobre o que escrever e para quem. Sem tirar o medo de ser julgado pelas palavras ou falta delas e talvez não ser compreendido. Se você ler os outros assuntos abordados, perceberá que todos de certa forma estão interligados, pois dizem respeito às experiências que vivenciei.


Mas a coluna de hoje é diferente, ela deixou de ter tantas certezas e passou a ser mais humana. Condiz com os momentos incríveis que vivo, momentos de uma pessoa humana. Deixei de lado a preocupação em agradar as expectativas e estou focado em viver a minha vida dentro do propósito que tenho. Acredito sem duvidar que há um propósito para o qual fui feito e que só serei plenamente feliz se dedicar a minha vida a vive-lo. Também acredito que você tem um propósito específico para a sua vida.


O propósito conduziu-me a minha essência: pessoa humana, feita de um coração e vários sonhos. Sou falho em muitas coisas e estou em constante transformação, num processo de aperfeiçoamento que está longe de finalizar. Decepcionante? Não.


Espere de mim sempre o melhor que posso ser para este momento, só não espere de mim aquilo que suas expectativas querem que eu seja ou faça. Comprometo-me a ser o melhor ser humano que posso ser, e a cada dia evoluir, mas sempre serei eu e nunca você.


Também tenho meus momentos de crises. Considero as noites de domingo deprimentes. Coloco lágrimas para descansarem no travesseiro. Acordo sem vontade de levantar. Olho no espelho sem me reconhecer. Tenho vontade de fugir. Tomo decisões sem pensar nas consequências. E tantas outras coisas consideradas erradas e falhas, que para mim são oportunidades de tornar o meu eu melhor e aperfeiçoar a minha pessoa humana. Minha regra? A persistência é o único caminho para a perfeição, que por algum motivo sempre estará imperfeita. Não há nada melhor como um dia após o outro. 



 


DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.



 

 



coluna coluna
coluna
rodape diario