menu
Colunas

Guarde seus sapatos, limpe sua casa! Por Leomir Hendges


Data de publicação: 16 de abril de 2015
Coluna: Leomir Hendges
Colunista: Leomir Hendges









Começa com o calçado e o par de meias que você deixa junto à porta assim que chega do trabalho. A mochila já fica na mesa da sala e a camisa na cadeira. O copo com o restante de água sobre o sofá e o prato com as migalhas restantes do sanduíche na pia. O que era temporário permanece fora do lugar até o dia seguinte.


Na pressa, pois como sempre, os dez minutos de soneca são somados a outros dez e o tempo, que sobrava, acaba faltando para arrumar a cama. O creme dental não volta para a gaveta e a louça do café fica na mesa da cozinha. Determinado, retorna disposto a fazer aquela faxina, mas antes, o lanche básico do fim de tarde. É mais um calçado na porta, uma mochila na mesa, um copo no sofá e um prato na pia.


Falando sério, num papo duro entre você e seu eu, fica decretado que amanhã será o dia. Dez minutos a mais de soneca não foram suficientes, e o que era para ser o dia, começa tumultuado, com você correndo atrás de um tempo que já perdeu. Frustrado com o acúmulo de atividades, o dia inicia com uma carga que não pertence somente a ele. Então, você tenta fazer em poucas horas as pequenas coisas que há dias deixou de fazer nos poucos minutos necessários para executá-las.


A possibilidade de nem saber por onde começar é grande, maior ainda é a chance de acomodar-se e deixar tudo de lado da forma como está. Força de vontade? É preciso um pouco mais para voltar ao controle e pôr ordem na casa. ORDEM NA CASA. Exausto para organizar sua casa, você permite que o caos chegue em sua vida através das pequenas desordens do dia a dia.


Arrumar e limpar sua morada não são somente um costume humano, o cuidado com nossa casa física representa muito da responsabilidade que temos com nós mesmos. Você deixa o sapato na porta e o problema na sua mente. Atira a camisa na cadeira, assim como as frustrações para dentro de si. Deixa as migalhas no prato e os resquícios de mágoas no seu coração. Não é só um copo no sofá, um desleixo ou preguiça. É seu eu, que você dificilmente escuta, pois não admite viver pelas emoções, sussurrando de forma branda que algo não está no devido lugar.


Preste atenção nos sinais externos que seu ser interno dá. E questione-se quanto ao tempo demandado para limpar e organizar sua casa. Você até pode contratar um profissional de limpeza para dar jeito na bagunça externa, mas internamente é você quem conduzirá a vassoura, lavará a louça e colocará cada coisa no seu lugar. Tenha mais tempo para si, não entre na correria do mundo, faça a caminhada da sua vida. Guarde seus sapatos, limpe sua casa!


Por - Leomir Hendges


DiárioRS


CLIQUE AQUI, curta a Fan Page do site e  fique informado sobre as notícias da região.





00aaaed 1 00aaaed 1