Search
Close this search box.

Chuvas dificultam plantio e ampliam perdas em lavouras de trigo do RS

Projeção para a safra de inverno de 2024 será divulgada pela Emater/RS-Ascar na próxima sexta-feira, dia 28

Os altos volumes e a continuidade da chuva aumentam a complexidade de mais uma safra de inverno para o agricultor gaúcho. Apesar de o clima seco da segunda semana de junho ter contribuído para o plantio de trigo, as precipitações da semana passada paralisaram operações e ampliaram erosões em áreas já implementadas.

Os relatos vêm, principalmente, da região Noroeste – a primeira a plantar e a colher, conforme indica o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) do Ministério da Agricultura e Pecuária. A maior preocupação está nas lavouras de trigo, já que o Estado é o maior produtor nacional do grão.

Com baixa oferta de sementes e consequente elevação no custo do insumo após a frustrada safra do ano passado, o agricultor vê-se num cenário “mais complexo do que normalmente já é”, comenta o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar Alencar Rugeri.

“O produtor planeja uma coisa e não acontece. Depois, muda de estratégia, mas, devido ao clima, tem que mudar de novo”, lamenta.

Os municípios pertencentes à Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa estão com cerca de 75% da área tritícola implementada.

“No entanto, há relatos de baixa disponibilidade de sementes no comércio local. Além disso, muitas sementes da safra anterior, armazenadas pelos produtores, apresentam baixa taxa de germinação e vigor”, relata a instituição.

Na Regional de Ijuí, a extensão semeada aproxima-se de 70%. Contudo, as chuvas de 15 e 16 de junho provocam erosão hídrica e carreamento de solo e de sementes.

A semeadura do trigo avançou também nos municípios de menor altitude da Serra, no Planalto e na área Central do Estado. A conclusão das operações chegou a 50% nas áreas monitoradas pelas regionais de Caxias do Sul, Frederico Westphalen e Soledade. Na porção de Erechim, o plantio chegou a 20% e, nos Campos de Cima da Serra, ainda não começou.

A projeção para a safra gaúcha de inverno será divulgada pela Emater/RS-Ascar na sexta-feira, dia 28. Até maio, o setor trabalhava com um recuo de área entre 15% e 20% nesta safra, ante a anterior, quando plantou 1,5 mil hectares de trigo.

Créditos:

Thaise Teixeira

Fotos:

José Schafer / Emater/RS-Ascar/ CP

Fonte:

Correio do Povo

O DiárioRS não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse, as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.